Deputado Martinho Carmona cita trabalho de Raimundo Santos frente ao novo Regimento Interno da Alepa

Amigos de longa data e admiradores recíprocos, os deputados Raimundo Santos (Patriota) e Martinho Carmona (MDB), de 64 e 63 anos, respectivamente, formam uma dupla das mais experientes e respeitáveis da Assembleia Legislativa do Pará (Alepa).

Com uma trajetória política de oito mandatos, três deles como deputado federal, cinco na condição de parlamentar estadual, Raimundo Santos encontrou em Martinho Carmona, que tem sete mandatos consecutivos na Alepa a partir de 1995, um parceiro ideal na defesa das causas mais diversas que importam à população e ao Estado, como nas questões de referência cristã ou alusivas ao segmento gospel – ambos são respeitáveis pastores evangélicos.

Na sessão ordinária semipresencial de hoje (26 de agosto), Martinho Carmona, ex-presidente do Parlamento no período de 1999 a 2002, elogiou enfaticamente as mudanças do novo Regimento Interno elaboradas por Raimundo Santos, que na semana passada distribuiu pessoalmente em plenário e encaminhou aos gabinetes uma síntese do RI com os principais avanços e inovações propostos.
Raimundo Santos agradeceu ao amigo e colega de Parlamento pelas palavras de apoio e de carinho proferidas na sessão dessa quarta-feira. “Sem dúvida, o deputado Carmona é uma eminente referência do Pará, alguém que admiro pela simplicidade, coerência, equilíbrio e pelo muito que já contribuiu e contribui com o Estado”, disse o líder do Patriota na Alepa. Leia abaixo as   declarações de Martinho Carmona apoiando a aprovação do novo Regimento Interno.

“Eu quero destacar aqui, me dirigir ao deputado Raimundo Santos.
Deputado Raimundo Santos, eu fiz uma leitura, dinâmica, a respeito do seu trabalho com relação ao nosso Regimento Interno.
Fiquei extremamente feliz com a capacidade do deputado Raimundo Santos, que arregimentou uma equipe para auxiliá-lo e oferecer aos parlamentares e à sociedade um regimento atualizado, moderno, e que dará mais oportunidade para um número maior de deputados participarem e contribuírem, para que os nossos  discursos sejam mais objetivos, sejam mais construtivos, propositivos, [é] uma variedade grande de mudanças.

É muito importante porque essas mudanças que o deputado Raimundo Santos está propondo são modernas, extremamente coerentes, contemporâneas, e eu tenho certeza que essa dinâmica  vai oxigenar o próprio plenário da Casa, dando a todos mais oportunidades de se apresentarem, falarem, e de forma bem objetiva, sem que a gente fique às vezes sem objetividade.

Então parabenizo o deputado Raimundo Santos, que é um deputado realmente respeitado em todo o Brasil, porque quando esteve como deputado federal mostrou a capacidade do paraense, e no nosso Parlamento, então, é o mestre a quem todos recorremos sobre qualquer dúvida com relação ao próprio regimento, às questões jurídicas, ele que presidiu com tanta excelência a Comissão de Constituição e Justiça, e é como diz a Bíblia: ‘Tudo o que tenho a fazer e que venha à minha mão, que eu faça com excelência’. E o deputado Raimundo Santos leva ao pé da letra essa proposição bíblica, ele tem sido realmente um deputado que atua com excelência.
[…] eu tive o prazer de convidá-lo para um jantar em minha casa, e ali, mais do que em qualquer outro momento, me tornei o seu discípulo de tanto que com ele aprendi e aprendo. Então fica uma convivência bastante salutar.”