Marinha confere ‘Mérito Tamandaré’ a Raimundo Santos

Trabalho do deputado em favor das tradições da instituição é reconhecido pelo 4º DN em comemoração ao Dia do Marinheiro

O deputado Raimundo Santos (Patriota) foi o único parlamentar a receber a “Medalha Mérito Tamandaré” na solenidade realizada hoje (11) pelo 4º Distrito Naval, da Marinha do Brasil, sediado em Belém, em comemoração ao Dia do Marinheiro, data festiva que transcorre no próximo domingo, 13.
A medalha foi criada por meio do Decreto número 42.111, de 20 de agosto de 1957, sendo destinada a autoridades, instituições e personalidades civis e militares, brasileiras e estrangeiras que tenham prestado relevantes serviços na divulgação ou fortalecimento das tradições da Marinha do Brasil, honrando seus feitos ou realçando seus vultos históricos.

 

“Com muita honra e alegria, fui convidado a receber a distinta homenagem da eminente e prestigiada Marinha do Brasil, por meio do nosso valoroso 4º Distrito Naval, tão bem administrado por seu comandante, o vice-almirante Valter Citavicius Filho”, disse Raimundo Santos.

“Particularmente, fico imensamente grato pela honraria – uma das maiores de minha vida pública – e pelo trabalho reconhecido, pelo qual não me cansarei em elevar o nome da Marinha ao ponto mais alto que ela merece, sobretudo valor institucional imensurável e importância nacional”, prometeu o deputado. A medalha foi conferida a ele por meio da portaria n°. 314, de 27 de outubro de 2020, do Comando da Marinha, em Brasília, publicada no Diário Oficial da União (DOU).

SÍMBOLO
A medalha Mérito Tamandaré da Marinha do Brasil é uma congratulação institucional de reconhecimento destinada a cidadãos civis e também a militares que desenvolvem ação contínua, de comprovada eficácia e de destaque em favor das atividades marítimas e do bom nome da Força. Na edição dessa sexta-feira, a distinção foi outorgada a sete civis e quinze militares. A cada ano, a data de 13 de dezembro, comemorada como a do Dia do Marinheiro, marca exatamente o nascimento de Almirante Joaquim Marques Lisboa, o Marquês de Tamandaré, patrono da Marinha, fundada em 1822 e, portanto, há quase dois séculos.

De acordo com a Marinha, Tamandaré é considerado um dos brasileiros patriotas que “ajudou a resguardar o Império da desagregação, manteve a disciplina na Força e contribuiu para a concórdia e paz no País”.
A programação em Belém, presidida pelo comandante do 4º DN, vice-almirante Valter Citavicius Filho, teve entrada ao vivo por vídeo em solenidade realizada no Rio de Janeiro com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro, o ministro da Defesa Fernando Azevedo e Silva, e o comandante da Marinha do Brasil, almirante de esquadra Ilques Barbosa Junior.